Textos

SOBRE COISAS COMO O FAMIGERADO HORÁRIO DE VERÃO ...

Penso e, declaro por escrito, que assim como inúmeras outras coisas, coisas como o famigerado horário de verão são maravilhosamente desnecessárias à economia do país...

Penso ser desnecessário, escrevo essa forma de pensar e, digo porque...

Pra economizar energia será necessário apenas convencer as pessoas a evitarem o excesso de despertício...

O desgoverno se acostumou a impor um linguajar de cima pra baixo com decisões assim... Como se as soluções pudessem acontecerem por decretos ao invés de convencer pessoas que se não souberem usar com racionidade acaba os meios de produção de energia...

Seria herança genética dos exploradores e colonizadores europeus de séculos passados que dilapidaram terras e pedras preciosas "achadas nas matas descobertas" e, agora o ser humano que se habituou a não pensar de forma racional (inteligente) desperdiçando algo precioso como energia elétrica ao aceitar as condições impostas pelo desgoverno que impõe (de cima pra baixo) o que acha que seria solução pra gregos e troianos...

Será preciso (de forma racional) pensar que até mesmo o judiciário teria benesses pra adquirir paletó (em New York, Londres ou Paris...

Pra não parecer prolixo (colocarei o ponto final) após dizer que nossa triste, pobre e podre sociedade é o melhor exemplo de que se costuma não pensar de forma racional (com inteligência) dizendo que crer em DEUS, vivendo como se DEUS não fosse real, afinal, até mesmo o meio dito cristão–evangélico mudou o nome pra algo "chique" passando a se chamar gospel, decretando coisas tipo novidades faladas em nome de deus...

Por exemplo ao acordar se sonhou com uma mala ou bolsa de viagem a pessoa decreta em nome de deus que alguém irá viajar a mando sem saber se o alvo da prfetada teria o dinheiro pra pagar a passagem...

Certa vez, alguém pediu a outra que abrisse a BÍBLIA pra saber o que DEUS diria... E após ouvir a leitura disse: “Isso não está muito bom, veja se acha algo melhor!!!” (fchagass)...

Considerando que uma história me faz lembrar, lembro um professor que gostava de contar causos e, certa vez, no SPN ele ilustrou a matéria com uma história (para demonstrar na prática que nõ devemos brincar com o que está escrito, como está sendo comum em nossa época):

Disse que alguém estava desempregado e uma pessoa querendo consolar, abriu a BÍBLIA, em qualquer lugar e, se tratava do texto em que o Rei Davi, lamentava a morte do filho absalão:

Absalão, meu filho, meu filho Absalão... A sugestão caiu como uma luva e o cara deve ter aberto um salão!!!
fchagass
Enviado por fchagass em 07/11/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


Imagem de cabeçalho: Sergiu Bacioiu/flickr